Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Noites insanas - uns sorrisos

Hoje eu estava num grupo de pessoas. Mas poderia ser ontem. Ou amanhã. Não sei. De todos os papos cabeça, o melhor foi quando falamos de galinheiro. É. Rimos bastante. Não foi o papo, foi o riso.
Foi à noite. Insana, como sempre.
Aí eu lembrei que ela não gostava de rir. Ria, mas era um sorriso xoxo, sem graça, não... É. Cheio de não. De não sei.
O sorriso é algo maravilhoso, mas a gente só consegue SORRIR  quando estamos BEM.
Utopia. Estar BEM e SORRIR  é utopia.
Nossa.... Mais uma uma noite insana que trago, porque a UTOPIA  é possível...
(Elayne Amorim)
Postar um comentário