Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Previsões óbvias para o próximo ano...


Você poderá ganhar na Mega Sena, numa probabilidade de 1 para 192 milhões de chances aproximadamente. Absolutamente não ganhará se não apostar.
A política continuará na mesma roubalheira, afinal, seu desgosto tão grande por ela não  permitirá você avaliar os candidatos e muito menos cobrá-los de alguma coisa.
Você vai se apaixonar de novo.
Você terá aborrecimentos no seu trabalho.
Você vai se decepcionar com muitas pessoas, enquanto que outras, as que você menos esperava, irão ajudá-lo.
Há pessoas que entrarão na sua vida e logo irão embora.
Há pessoas que entrarão na sua vida e ficarão.
Sua rotina em nada mudará.
Você vai chorar.
Você vai rir.
Você vai pegar uma gripe.
Você comprará roupas novas, irá reclamar do custo de vida – que não para de subir – e do seu patrão – que não para de cobrar.
Você receberá um telefonema de uma pessoa desconhecida.
Tem uma pessoa que vai ficar muito brava com você.
Você vai se culpar por algo que fez sem intenção de maldade.

É claro, você terá de se perdoar, de pedir desculpa, de gastar seu tempo com alguém que nem imagina quem seja. Os patrões querem eficiência e o custo não vai parar de subir e você não vai parar de gastar, inclusive com o que não precisa. É bom tomar vitamina C. É muito bom rir – não tenha vergonha. É necessário chorar – não tenha medo. Só você pode mudar, sua rotina por si só é imutável. Algumas pessoas ficarão apenas em seu coração, outras é melhor que vão mesmo embora e outras vão surpreender você. Você também decepcionará alguém, então, não reclame dizendo que ninguém presta. Largue o emprego e não terá aborrecimentos. Se você não se permitir se apaixonar, poderá perder seu (sua) companheiro(a); poderá ficar sozinho(a), se for solteiro(a). Já fez cara feia só de ler a palavra política, como quer que algo mude? A probabilidade não é favorável, mas pense: entre sete bilhões de seres humanos que poderiam ter morrido hoje, você ainda está vivo(a), respira, sente, pensa e pode fazer tudo diferente. Pode escolher, fazer burradas, mas acertar outras vezes, tudo o que aconteceu, aconteceu para balançar sua vida e tudo o que vai acontecer é para continuar mostrando que ela – a vida – não para (você pode estar parado(a)) mas a vida não para, ela pulsa, ela tenta, ela cria e retira oportunidades... A vida não espera um ano virar para acontecer, e no próximo ano – dia após dia –  ela vai continuar tentando acordar você, despertá-lo(a) para sonhos, encorajá-lo(a) para mudanças, ela, que é tão curta, não quer que você a veja passar.
Um olhar, uma palavra, um telefonema... poderá mudar sua vida. É provável que você não queira. Mas não será sempre que poderá evitar.
É tão óbvio.
por Elayne Amorim
Postar um comentário