Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

SEM VOCÊ

O poder do amor é mais que imenso. Quando ele existe - o amor - prevalece, sobrevive a ventos e tempestades e nos faz sobreviver a esses mesmos ventos e tempestades. Há quem não acredite nisso, há muitos. Mas o amor existe sim e ele nos move a loucuras, a mudanças, a perdões, a reflexões, a lágrimas, a sorrisos. Quem tem um amor não deveria perdê-lo ou deixar de tê-lo por convenções, por medos, por conceitos ou preconceitos tolos que a sociedade criou e tenta nos impor. Se for necessário, mude tudo - tudo - em nome do amor. Pode lhe parecer piegas, mas sinto revelar-lhe que nada há de piegas no que escrevo, há a real realidade do ser humano: fomos feitos para amar e ser amados e feitos para mudar e provocar mudanças. Se não for pra ser de verdade, intenso e louco, não vale a pena. Sair do comodismo, da rotina, cometer falhas e loucuras... descobrir o que realmente nos faz feliz e abala nosso mundo.
O amor existe. E por ele vale a pena desafiar nossa zona de conforto, desafiar a sanidade do mundo...

Eu me tornei mais triste
Sem você.
O mundo, com seus sete bilhões,
Tornou-se quase inabitável.

Eu me tornei mais distraída
Eu me tornei inda mais calada
Sem você.
Deixei de ser a protagonista
Deixei de reparar nas cores
Passei a olhar o vazio – apenas o vazio
Esqueci-me até mesmo do sombrio.

Sem você...
Os sonhos se tornaram perdidos
E eu – que aos padrões nunca obedeci –
Mais só me tornei, solitária demais
Vaguei, chorei, eu quase me perdi
Não vale um mundo sem um amor
Não vale um amor se não for verdadeiro
Se não for verdadeiro não sobrevive
Acontece que amor é essa de se apaixonar
Envolve essa coisa de ter de perdoar
De ser perdoado, de ser humano
De ser imperfeito, de ser...

Acontece que amor não se define
Mas ele nos redefine, nos reconstrói
Acontece que amor é invejado
Então deve ser protegido, corpos fechados
Acontece que o amor acontece, a gente percebe
Na gente, lá dentro
Enquanto se contempla o vazio da multidão

Acontece que sem você
Eu senti falta até de mim
Até do que eu mais odiava em mim
Eu, sem você, não dá certo
Acontece que o amor aconteceu
De verdade
Inexplicável
E tão sofrido e tão intenso
Como todo grande amor deve ser
Eu poderia amar a outros
Mas escolhi amar você
Porque eu – sem você –
Simplesmente não há razão de ser
por Elayne Amorim
Postar um comentário