Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Serventia




Para que serve a poesia?
Para nada, eu diria
Como todas as coisas importantes
Que para nada servem
A não ser existirem pela razão de serem elas mesmas.

Para que serve a poesia?
Pelo mesmo motivo que se pode estatelar no chão
Ao sol do meio dia e interromper sua rotina
Uma lua cheia no céu, o sono de um cão à tarde
O orvalho que mantém as flores secas na seca da terra.

Para que serve a poesia?
Para traduzir o que não dá.
Para se infiltrar, para não permanecer, mas continuar.
É um apesar de mergulhado no portanto.
Para comprovar que existem loucos e que eles, sim, são confiáveis.

Eu confiaria minha vida nas mãos de um louco.
O próprio Cristo não foi um insano, entre os sãos,
Com suas Palavras sábias?
Amar ao outro como a si mesmo...?
Quer coisa mais insana, mais plenamente linda e difícil?

Para que serve a poesia?
Para contemplar a natureza
Para traduzir a paixão pelo outro
Para aproximar-se da beleza de Deus
Para que, quando tudo parecer perdido,
É a hora de levar um tombo, acordar da normalidade, olhar de outro jeito.
por Elayne Amorim
Postar um comentário