Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Eu quero agradecer mais




Eu quero agradecer mais
Agradecer mais
Agraciar-me mais
Mais eu quero sorrir

E para isso preciso
Reclamar menos
Injuriar-me menos
Menos eu quero sofrer

Então no lugar do menos
Mais entrará
Ocupar-me-ei de tantos
Momentos felizes sem perceber

Porque menos é mais
Acho que foi num comercial de tv que ouvi
Mas por que menos é mais?
Porque tanto menos injúrias
Mais satisfação
Tanto menos lamento
Mais coragem pra luta
Tanto menos ódio
Mais espaço pro amor
Tanto menos correria
Mais tempo
Tanto menos...
Quanto mais...

Eu quero agradecer mais
Porque repetir a desgraça
Só causa à palavra
Mais poder de se realizar
Nem que seja em nós
A desgraça de só ver o pior
De só falar o pior e desejar o pior
E esperar o pior e até realizar o pior

Eu quero agradecer mais
Repetir a palavra de amor
Para apertar o caminho da dor
Torná-la rima maior
Nem que seja em mim
Para que apesar do pior
Eu falar o melhor, eu querer o melhor
Eu esperar o melhor e até realizar o melhor

Eu quero agradecer mais...
Agraciar-me como esta tarde
Tão linda, tão bela de azul
A convidar-me para viver

Elayne Amorim
Postar um comentário