Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

"Enquanto os homens dormem"

Meu segundo livro - Enquanto os homens dormem - está solto pelo mundo e seus personagens agora mais livres do que nunca! Deixo aos leitores a sinopse.




Apresenta-nos o universo paralelo de personagens exóticos e envolventes que buscam a sobrevivência nas misteriosas noites de uma cidade do interior do sudeste brasileiro, embalados por paixões e desafios surpreendentes.
Ângela, uma imortal criatura – bela, enigmática e sedutora – vê-se num cenário muito distante do seu. Insegura com o rumo que sua eterna existência tomou e longe de Jean, seu ex-intenso e conflituoso amor, conhece Miguel, um homem tranquilo, muito atraente e que a envolve de forma intensa e singular. Porém, ao conhecer sua família, ela suspeita que aquele por quem está se apaixonando pode ser uma ameaça e um de seus maiores oponentes. E, sem que ela saiba de sua proximidade, Jean – em uma de suas raras e tensas reaparições – tem a trajetória colidida à da bela Laica e a paixão entre eles explode, paradoxalmente: terna e brutal. Quente e inexorável.
Então, o destino de seu ex-eterno amor agora flui na mesma frequência “oscilante” e “duvidosa” que o seu: “reféns” daqueles com quem jamais “poderiam” ou “deveriam” compartilhar amor e prazer.
Quem são eles? De onde vieram? Para onde todos esses “desencontros e encontros” os levarão?



Postar um comentário