Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

BOM DIA 15

Queria dar um BOM DIA.
Um bom dia a todos os professores que são mestres não porque são mestres mas porque, numa vocação sutil, aprenderam a ensinar.
Um bom dia para aqueles que, na solidão de seus livros esparramados, estão sempre pensando no "como dizer" o que eles precisam aprender.
Um bom dia para os que talvez já estejam desistindo de tentar, àqueles que, embora cansados, desesperançados, decepcionados, ainda pegam sua bolsa e toda sua bagagem de conhecimento e ainda perseveram.

Ser professor... quantos trocadilhos bobos, quantas frases para denegrirem sua imagem, quantas corriqueiras imagens, talvez engraçadas ou inocentes mas que, no fundo, ofuscam o seu brilho.
Estava muito tentada, pela minha insatisfação, a falar apenas das "coisas ruins" que a cada dia parece se multiplicar em torno dessa profissão.
Mas aí, antes de escrever, fui expiar a rede social logo pela manhã e vi várias mensagens bonitas, frases de valorização, colegas e amigos de trabalho todos poéticos e otimistas...
Aí percebi que sim, somos seres insatisfeitos; lutadores; persistentes; importantes; imprescindíveis. E esses adjetivos não são desmerecedores, pelo contrário, são adjetivos grandiloquentes.

A minha profissão que precede todas as outras. A minha profissão - que como todas as outras - é preciso ter vocação; é preciso estudar muito, não parar nunca, estar a se modificar sempre; o professor, aquele que percebe talentos, dificuldades, necessidades; aquele que influi numa opinião; ele que está na origem de uma nova geração sempre. E em tempos difíceis - assim como os poetas e artistas - vê-se colocado à provações.

Por isso, quero dar um BOM DIA.
Por essas e tantas outras razões, bom dia.
Bom dia àqueles cujo trabalho assemelha-se ao das formigas: insistentes; cooperativos; (aparentemente) despercebidos, não param nunca e modificam a paisagem das ideias; estão no cerne das mudanças; podam impiedosamente a ignorância; seguem trilhas por caminhos nunca antes explorados.
Um bom dia para aqueles que exercem a profissão mais antiga do mundo. Para aqueles que são Luz, que são Sal. Para aqueles que são mestres. Para aqueles que inventam todo dia uma maneira nova de explicar, mesmo que suas aulas não sejam consideradas "atrativas" como dizem por aí... Sabemos que conhecimento implica despir-se da ignorância e para enxergar a luz é necessário abrir os olhos e isso jamais será tarefa fácil tanto para quem está a aprender como para quem estar a ensinar.

Um BOM DIA PROFESSOR, e lhe faço um pedido: não abaixe a cabeça perante a nenhum tipo de ignorância. Não compartilhe de ideias que denigrem a sua imagem. Não se renda e jamais se dê por satisfeito - não, nossa natureza é sempre inquietante, insatisfeita, intempestiva. Ao contrário dos cavalos selvagens que relincham alto e retumbam trovoadas - a correrem o risco de serem aprisionados e domados, somos, talvez mais parecidos às formigas... silenciosos enquanto preparamos nossas aulas, modificadores quando damos nossas aulas, perigosos aos campos entorpecidos pelo poder...

FELIZ DIA DO PROFESSOR A TODOS OS PROFESSORES!

por Elayne Amorim




Postar um comentário