Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

PRA SEMPRE


O pra sempre não é um lugar tão longe.
Ele cabe em alguns espaços de tempo
Em momentos e instantes que nem reparamos.
Ele cabe dentro de uma taça de vinho
Ou quando pares de olhos contemplam o horizonte.

É pra sempre quando a gente espera
E é pra sempre quando se beija uma boca
Apaixonadamente.
O pra sempre não pede quantidade
Porque ele é um lugar muito pequeno

Onde só existem instantes, momentos
Aqueles em que a gente se sente vivo
Aqueles, em que a felicidade é plena
Pra sempre, tem a ver com reinvenção
Só é pra sempre o que a gente não quer que acabe

E, assim, todo dia é um novo dia
A gente nunca perde a novidade do olhar,
Nem a sensibilidade de um toque
Aquelas mãos conhecidas ainda têm muito a mostrar
E o que a gente achava que era rotina
De repente muda, revira

Quando menos se espera, moramos no pra sempre
E a gente não acreditava nunca
Que jamais houvesse possibilidade de existir
Algo que durasse de verdade pra sempre.

Sabe o que é pra sempre?
Só agora, neste tempo, neste lugar.




por Elayne Amorim
Postar um comentário