Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

E inventados os sonhos...


Será que o artista que cria a realidade
sobre a realidade
traz luminosidade
à realidade?

Será que o artista que manipula a realidade
a criar realidades
      traz luminosidade
à nossa realidade
real?

Em minhas mãos
Sentimentos meus
Misturados aos seus
Esperanças minhas
Misturadas a descrenças suas
Descrenças, esperanças
Esperenças, des-esperas, ânsias
O poeta ainda sonha...
Desesperado
O artista re-cria
E inventados os sonhos
Duram à realidade dura
Em minhas mãos, nas tuas
Existe algo que diz
Não pare, não pare, não desista
Desespere-se, mas jamais perca a esperança.
por Elayne Amorim
Postar um comentário