Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Sinta a literatura...

Sinta a literatura como se sente o amor
apaixonado, louco, dolorido
intencionalmente fatal.

Sentir é estar distraído.
(Fernando Pessoa)

 
Eu sei e você sabe
Que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você.
(Tom Jobim)

Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você.
(Oswaldo Montenegro)
Amor é fogo que arde sem se ver
É ferida que dói
E não se sente.
É um contentamento descontente
É dor que desatina
Sem doer.
(Camões)

Amar não é aceitar tudo.
Aliás, onde tudo é aceito,
Desconfio que há
Falta de amor.
(Maiakovski)
 
Ai daqueles
que se amaram sem nenhuma briga
Aqueles que deixaram
que a mágoa nova
virasse mágoa antiga.
(Paulo Leminski)









  


Amar
Sem contar
Nem conter
Amores:
Movimentos de mãos
E de terra
E de tudo
Maravilhosamente incontroláveis.
(Fábio Rocha)

Postar um comentário