Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

de novo


Ao meu lado caminham espíritos livres.
Eles dizem para eu não me inquietar:
Seguir em frente sempre, recomeçar
Até mesmo os dias mais tristes
Estes também irão passar;
Que para o essencial eu devo olhar
Viver, sorrir, amar
Ao sonho perseguir e não aplacar
Esse desejo ultrajante e louco
Que minha alma traz por viver
Tudo o que já vivi ainda é pouco
Há muito mais onde meus olhos distraídos não conseguem ver.
Liberdade. Sempre liberdade para começar de novo
E de novo e de novo e de novo tornar-se novo.
Elayne Amorim
Postar um comentário