Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

por enquanto




Por enquanto
É quando
A vida acontece

Por enquanto
Enquanto
Tua chegada
Demora
Te observo...

Por enquanto
Brinco
De ser séria
Porque tu
Caminhaste
Por mim
Deixaste rastros
Medrosos

Por enquanto
Anseio-me
Não em ânsias
E mágoas
Anseio pela minha
Chegada
Estou no topo de
Um abismo
Alcanço o precipício
Do céu

Por enquanto
Sou
Por enquanto
És
Por enquanto
Somos
Separados por

Por enquanto
Não pede portanto
A conclusão da vida
Não existe

É demais dizer pra sempre
É pouco até amanhã
É bom dizer por enquanto
Porque por enquanto
A vida segue enquanto
Do mas ou do mais não se sabe.
por Elayne Amorim
Postar um comentário