Não tenho filosofia. Eu tenho poesia

Saga do Universo

Os bits do tempo estão em volta, a nossa singularidade está em ficarmos pertos um do outro, quando nós encontramos parecemos uma supernova, prontos para explodir de paixão e desejo, na razão da consciência humana, colidimos como duas estrelas de nêutrons, ficamos correndo, em volta de um buraco negro às vezes sem luz, esperando ser levamos para outra dimensão. Vida simples, somos novos em relação à imensidão do universo!
Quando quantificamos o amor estamos procurando os resquícios da nossa origem, o tempo está em Gigas ou Teras de informações, ainda jovens para entender, a rotação da vida está em uma volta da galáxia.
O meu amor está em como uma pequena estrela adolescente, aprendendo os mistérios do espaço-tempo, levando milhares de anos para poder compreender.
Vivo para te compreender e conhecer os teus mistérios como universo que, por mais que procuremos, ainda vamos sempre encontrar maravilhosas e belíssimos segredos do seu ser!


Quando ficamos parados no tempo, sem ar ou apenas sem o que falar, estamos travados em um universo sem uma ligação para voltar à realidade!  Como na matrix, estamos perdidos sem o nosso operador, não encontrando uma linha segura para realizar a passagem por esse momento. A realidade é turva, sem lógica, quantificamos o espaço, o tempo... qual é a verdadeira medida? Sendo que temos a nossa principal busca em encontrar o amor!
Postar um comentário